Alexandre Porto
SOLAR DO JAMBEIRO É REABERTO AO PÚBLICO



(Memória, 24 de novembro de 2001)

Após três anos e meio de reformas que consumiram 4 milhões de reais, o Solar do Jambeiro foi reaberto, anteontem, com uma festa para cerca de 1500 convidados.

Construído em 1872, pelo comerciante português Bento Joaquim Alves, o Solar é um típico exemplo de arquitetura urbana do século XIX.

Jorge Roberto e Godofredo Pinto participaram da festa
Um dos mais entusiasmados com a inauguração do Jambeiro, o presidente da Fundação de Arte de Niterói, Cláudio Valério Teixeira, não escondeu sua admiração pelos que trabalharam para que o local fosse reaberto ao público. "Todas as peças que estão aqui foram restauradas uma a uma. Significa o que, na minha opinião, é o aspecto mais importante de um país: a cultura", declarou Cláudio, que pretende transformar o local em um centro de referência para a restauração no país.

Localizado em São Domingos, o Solar - que já se chamou Palacete Bartholdy, em homenagem a um de seus proprietários, o diplomata Georg Bartholdy - está situado próximo ao Museu de Arte Contemporânea. "O niteroiense só tem a ganhar com a inauguração de um exemplo de arquitetura do século XIX, que está situado perto de uma referência do século XXI, que é o MAC", argumentou o prefeito Jorge Roberto Silveira.

Revestido de azulejos de padrão, típicos de construções portuguesas e com chão de madeira maciça, o Solar deu um "sinal" de não estar preparado para receber um grande número de pessoas de uma só vez. A trepidação do chão, devido aos visitantes no interior do prédio, provocou a queda de um vaso que ornamentava o salão principal.

No dia em que a cidade completou 428 anos, a inauguração do Solar foi um "presente" para a cidade, na opinião do prefeito de São Gonçalo Henry Charles. "A inauguração do Jambeiro vai trazer orgulho e devolver a autoestima ao niteroiense", afirmou Charles.

A grandiosidade do palacete e a beleza do jardim encantaram os convidados. "É um trabalho digno de ser reconhecido nacionalmente. A faculdade de arquitetura da UFF poderia utilizar o Solar como referência de construção do século XIX", sugeriu a presidente da Clin, Dayse Monassa.

A primeira oficina de restauração no local será inaugurada na próxima segunda-feira, a partir das 9 horas. O Solar está aberto para a visitação de terça-feira a domingo, em horários diferentes: o jardim, entre 9 e 19 horas e o interior, entre 14 e 19 horas. A entrada é gratuita. O Solar do Jambeiro está localizado na Rua Presidente Domiciano, 159, São Domingos.

por Priscilla Mattos para O Fluminense





A Festa

Foi uma noite cinematográfica a reinauguração do Solar do Jambeiro, restaurado por Cláudio Valério Teixeira e sua equipe.

Conjuntos de música clássica inundavam de som o magnífico Solar ornamentado com arranjos florais com mais de 2 metros de altura, dando um toque de alta sofisticação ao evento. O buffet foi espalhado pelos jardins formando pequenas ilhas. Os tanques antigos desativados do Solar foram usados para colocar as garrafas de champanhe.

Os convidados, de todos os segmentos da sociedade, ocupavam as suntuosas dependências do Solar tendo como parada obrigatória o belíssimo orquidário. Amplamente festejados por suas contribuições artísticas na reforma do Solar a arquiteta Janete Costa e o paisagista Eduardo Lins.






Publicado em 07/05/2021









Informes da Câmara Municipal ao Capitão-mor Gabriel Alves Carneiro
Gabriel Alves Carneiro responde ao Presidente da Província
Ação de desapropriação do Campo de D. Helena


aaaaaa

Com formação em Engenharia Florestal, eu, Alexandre Porto, já fui produtor orgânico de alimentos e apicultor, mas hoje ganho a vida como escriba (Enciclopaedia Britannica do Brasil, Fundação de Arte de Niterói). Há 20 anos me dedico a pesquisar a História de Niterói, minha cidade natal, do Vasco, meu incompreendido time de futebol, e da Música Popular Brasileira, minha cachaça. Por 15 anos mantive uma pioneira rádio online no Brasil, a "Radinha". Pra quem quiser me encontrar nas redes, seguem os links:
Facebook e Twitter